domingo, 2 de março de 2008

Os Blogs e a Revolução Musical

Há aproximadamente dois anos começaram a surgir diversos blogs postando música para serem baixados pela internet. Tem para todos os estilos musicais. Uma fantástica revolução musical invadindo a grande a rede de computadores.

Trata-se de uma espécie de “anarquismo pós-moderno” que está possibilitando que a gente consiga ter acesso a discos que imaginávamos jamais ouvir. Isso porque as grandes gravadoras não têm interesse em relança-los em cd, acreditando que os mesmos não terão muita procura. Com isso, lendárias discos da música brasileira e mundial, foram esquecidos nos depósitos dessas gravadoras, quando não tiveram suas cópias originais incineradas.

Mas aí surgiram muitas pessoas idealistas e abnegadas que estão prestando um grande favor à música contemporânea. Eles fazem a conversão das músicas do antigo e fabuloso vinil para a linguagem MP3 e disponibilizam esses discos gratuitamente através da internet.
Esse movimento é mundial e, portanto, verdadeiros fenômenos musicais relegados ao esquecimento estão sendo resgatados das estantes de todas as partes do mundo e surgindo “mais novos” do que nunca em nossos computadores. Trata-se de um trabalho magnífico que desafia a lógica do capitalismo moderno que descarta o passado em favor dos lançamentos recentes, a maioria, de gosto duvidoso. Por isso, pérolas do passado são abandonados pelas gravadoras. Daí a importância dos chamados “blogueiros”, afinal, estão preservando a memória musical do século XX.

Vou me ater a comentar, especialmente, sobre os blogs especializados em música brasileira. Quando eu iniciei o processo de “aquisição” de discos através desse mecanismo, baixava música de todos os estilos. Eu e dois amigos, Rafael e Manoel, havíamos criado a rádio virtual – http://www.radioweb.bocalivre.org/ - Nos primeiros dez meses de trabalho com a rádio a gente tocava música do mundo todo. Depois decidimos nos dedicar à grande música brasileira. Foi uma decisão muito difícil, pois acreditamos que esta manifestação artística não tem bandeira. A música transcende as fronteiras geográficas e idiomáticas. Mas nos lembramos de Alberto Caeiro:

“O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia, Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeiaPorque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.”

(Alberto Caeiro – Heterônimo de Fernando Pessoa)

Então, a partir desse momento decidimos tocar somente música brasileira. No início foi estranho, mas depois percebemos que havíamos feito a melhor escolha. Antes a gente não tinha uma identidade. Mas tocando apenas música brasileira, pudemos nos aprofundar nas pesquisas. Melhor pra mim que, desde o início das minhas aquisições de discos de vinil há vinte e cinco anos atrás, ficara muito claro minha preferência pela música brasileira. Portanto, ao longo de quase três anos, Boca Livre se tornou um verdadeiro celeiro dos grandes talentos musicais do Brasil que se verifica em sua da enorme diversidade de ritmos.

Mas grande revolução na Boca Livre aconteceu, de fato, quando descobri, em meados do ano de 2006, o primeiro blog que postava música brasileira. Desde então, baixei muitas pérolas da música brasileira e conheci outros tantos blogs fantásticos. Os cinco mais feras estão na página principal do site da rádio. Quando os escolhi, não estava, de maneira alguma depreciando os demais. No entanto, os blogs Som Barato, Um Que Tenha, Cápsula da Cultura, Loronix, Música da Boa e Abracadabra são extremamente profissionais, em detrimento de realizarem esse trabalho sem nenhuma remuneração. Isso é que torna o fenômeno dos blogs algo extraordinário. Assim como a rádio Boca Livre, nosso maior objetivo é possibilitar que a grande música Tupiniquim chegue à população brasileira e ao resto do mundo.

Os blogs são responsáveis pelo novo fenômeno da revitalização da música brasileira. Muitos artistas praticamente desconhecidos do grande público, inicialmente, reclamaram seus “direitos autorais” por terem seus discos postados na internet pelos blogueiros. Mas para surpresa de muitos deles, quando foram fazer shows em cidades que imaginavam que quase ninguém os conhecia, perceberam muita gente cantando suas músicas. Isso só aconteceu devido ao trabalho dedicado dos nossos grandes parceiros, criadores dos blogs.

O meu objetivo com esse artigo era agradecer e enfatizar a importância desses blogs em minha vida, bem como para a rádio Boca Livre e, creio, pra muita gente que acessa a nossa rádio. Em apenas um ano e meio tive acesso à tesouros da música brasileira que tanto sonhava e que, jamais encontrei em “Sebo” algum. Outras vezes, quando me deparava com algum deles, simplesmente, não tinha dinheiro para pagar a fortuna pedida pelos donos dos sebos. Hoje, não apenas eu desfruto desses discos, mas os compartilho com os parceiros da rádio Boca Livre.
O melhor dessa descoberta dos blogs não foi apenas ter conseguido baixar discos que tanto sonhei, mas conhecer dezenas de grandes músicos brasileiros que jamais ouvira falar. A lista é enorme, mas cito três que me marcaram profundamente: os geniais Moacir Santos, Laurindo Almeida e Kátia de França.

Obrigado a todos os blogueiros que dedicam um tempo precioso de suas vidas em favor da música, especialmente, a nossa grande música brasileira. Muitíssimo obrigado!!!
Dedico esse artigo ao meu amigo Jefferson Affiune (BOI) que me indicou o primeiro blog. Ao grande Weldinho que me apresentou vários músicos brasileiros que eu desconhecia completamente. Dentre eles, tive a incrível felicidade de ouvir, ainda em vida (faleceu logo depois), o gênio musical brasileiro, Moacir Santos. Ao meu grande parceiro Rafael, sem o seu incansável trabalho técnico e grande conhecimento de computação, tudo isso jamais teria acontecido. Agradeço também à parceria com Manoel Napoleão, sempre atento na administração da rádio e ajudando a mantê-la sempre no ar. Obrigado à parceria fiel da família Suzigan, Silvinha, Adriana, Totonho, Regina, Ana Paula, Levy, Bollivar, Carol e Rejane. Enfim, a todos que que nos dão estímulo para continuarmos o nosso trabalho.

E agora meus agradecimentos super especiais ao blogueiros do Som Barato e Um Que Tenha. Além de realizar esse trabalho magnífico, eles tiveram o carinho de linkar a Boca Livre nos blogs e, graças a esse ato, tivemos muitos acessos provenientes de lá.

Valeu, parceiros!

Já ia me esquecendo. No início de janeiro, a TV Rio Claro, emissora da minha cidade (Jataí), afiliada da TV Anhanguera, realizou uma reportagem sobre o trabalho da - http://www.radioweb.bocalivre.org/ - O resultado vocês podem conferir no YouTube através do link abaixo.

http://br.youtube.com/watch?v=CeoycgFRZz8


Os links do blogs parceiros da Rádio Web Boca Livre:

http://sombarato.blogspot.com/
http://umquetenha.blogspot.com/
http://gringo-musicadaboa.blogspot.com/
http://abracadabra-br.blogspot.com/
http://www.capsuladacultura.com.br/blog
http://loronix.blogspot.com/

Divitam-se!

* Ministério da saúde adverte: Baixar discos por se tornar um vício. rs

Mas caso isso aconteço contigo, não se preocupe, já criei um grupo de apoio. É o famoso: BA (Baixadores Anônimos)

Marquinho Carvalho

7 comentários:

barbara disse...

Marquinho,
achei o link para seu texto em uma de minhas constantes visitas ao umquetenha (o primeiro blog musical que mudou a minha vida, risos, onde são as reuniões do BA?)! Quero te parabenizar pela opinião exposta no texto e pela defesa desta revolução, que trouxe à luz a divulgação de um conhecimento que é para mim fundamental para o desenvolvimento da inteligência e do bom gosto: a música boa (principalmente a brasileira), de qualidade e quase inacessível.
Por tê-lo lido, irei agora mesmo à sua rádio.
Um grande abraço e meus parabéns.

Sílvia disse...

Além da inquestionável contribuição da rádio Boca Livre e de todos esses blogs citados para a divulgação da boa música e dos músicos, é relevante notar a inserção de tudo isso em um movimento mais amplo: o do conhecimento livre, em que a lógica dominante é a da colaboração. Nesse sentido, Hernani Dimantas e Dalton Martins, em um artigo no Le Monde Diplomatique, escreveram: "Estamos caminhando para uma era em que a colaboração substituirá a corporação."
que assim seja!
Sílvia

Mário Linhares disse...

e agradeço por ter a oportunidade de viver ela. sobre o ba, será que é pra curar ou incrementar o vício com novos endereços ahahahahhahah, nada como um vício sadio e educativo como esse. salvem a boa música e todos que a defendem. depois de te lêr no umquetenha, minha primeira visita diária na net, vou te ouvir agora e sempre. valeu Marquinhos...

Tombom disse...

Por sugestão do blog Um Que Tenha (um dos meus favoritos!) cheguei aqui pra ler seu texto...

Fantástica e sucinta descrição do que vem ocorrendo na internet. Parabéns! Vou começar agora a "frequentar" teu blog e rádio também!

Desde janeiro de 2007 minha relação com a internet mudou radicalmente, quando li uma dica num site de música sobre o blog Loronix (o primeiro favorito meu!)e um disco raro do Tom Jobim que estava lá postado. Fui lá e me apaixonei.

Daí comecei a buscar outros blogs e acabei descobrindo um universo de canções, sons e discos raros que jamais pensaria em ouvir. Um tesouro que está sendo escavado e disponibilizado gratuitamente, palmo a palmo, por essa gente maravilhosa que ama a boa música de todos os tempos.
Longa vida aos blogs musicais!

Obrigado, Marquinho, por você participar desse mundo recheado de sons musicais, que sempre trazem surpresas boas!

Tom
de São Paulo/SP, Brasil

mateus-mcp disse...

Louvável o seu trabalho de divulgar a música brasileira, principalmente aquela que não interessa mais às gravadoras e que corriam o risco de se perder em empoeiradas prateleiras escondidas nos vários cantos do pais. Esses blogs que vc sitou são, realmente, maravilhosos. Tenho, porém, uma restrição a alguns deles que, infelizmente, não se pode dizer que fazem esse trabalho de "resgate da cultura" e sim apenas o de "compartilhamento ilegal de arquivos" (pelo menos até que mudem o nosso ordenamento jurídico...); uma vez que não usam esse recurso, citado por você, de extrair de velhos discos de vinil; e sim apenas divulgam links de discos recém-lançados, que se encontram com toda facilidade em qualquer loja de discos (nas que não faliram...), contribuindo para o insucesso financeiro daquele que trabalhou no album, fotografou, blá, blá...etc...
Desses que vc mostrou aí, o único que realmente se adequa na descrição mostrada por vc é o loronix, que só colocar albuns já fora de catalogo.

Ze disse...

Não quero polemizar, mas a visão do Mateus me pareceu um pouco distorcida da realidade. Não vou entrar no mérito das opiniões dele quanto a compartilhamento ilegal, insucesso financeiro, etc. Ele menciona ordenamento jurídico e, segundo a interpretação que ele dá à lei, a regra é clara: há violação de direitos autorais, quer a obra esteja ou não fora de catálogo. Não existe o "meio grávida", ou é, ou não é. O fato de não estar ativo nos catálogos não dá direito a ninguém de deles dispor. Logo, nenhum dos blogs faz resgate cultural, mas são todos uns piratas trambiqueiros que usurpam o patrimônio alheio.
E, talvez por desconhecimento do Mateus, o Abracadabra LPs do Brasil é o único deles que não posta material disponível nas lojas, efetivamente fora de catálogo, e utiliza os antigos vinis como fonte de seus arquivos.

somdoroque disse...

parabéns pela iniciativa de escrever sobre este tema...

tenho um blog de compartilhamento também e os convido a visitar...

http://somdoroque.blogspot.com/

grande abraxxxxxxxxxxxxxxx

alto astral

http://somdoroque.blogspot.com/