domingo, 13 de abril de 2008

"E Agora, Josés"?

Fazendo alusão ao clássico poema “E Agora José?”, de Carlos Drummond de Andrade, pergunto aos vários “Josés” da política jataiense, ou melhor, aos vários “Manés”, que alardearam aos quatro cantos que o Partido dos Trabalhadores apoiaria a candidatura do atual prefeito de Jataí, Fernando Peres, depois que a sua tese saiu perdedora no encontro do PT do último sábado, que definiu por candidatura própria do partido nas próximas eleições.

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros...”

“E agora Josés?”, teleguiados do prefeito que se mobilizaram durante vários meses para que o PT viesse apoiar a candidatura do prefeito das CPIs, o que vão dizer ao patrão para justificar a derrota? Onde será que vocês erraram na estratégia para convencer aos companheiros do PT a entregarem o partido nas mãos do prefeito que maculou a história política de Jataí?

E o próprio prefeito falastrão, que anunciava, categoricamente, em todas as suas entrevistas, que o PT já era seu aliado nas eleições de outubro. Então, senhor prefeito, onde está o apoio do PT? O que aconteceu de errado?

E a imprensa "chapa branca", feita por essa gente que se especializou em produzir revistas para amaciar o ego da elite provinciana, esses ditos “jornalistas” que nunca se sentaram num banco de universidade no comunicação social e que se auto-proclamam os arautos da informação, tipo o site Imagem Goiás, que publicou a seguinte matéria no dia 8 de abril:

“Tá definido! PT de Jataí vai de Fernando Peres na eleição de outubro próximo. Quem garante é o presidente do Partido, Nildo Gouveia. Reunião é sábado, dia 12. A reunião para sacramentar o apoio a atual administração será no sábado, 12 de abril, na Câmara Municipal”.O presidente petista espera a presença maciça dos membros do partido para fazer uma grande festa e já começar o trabalho com vistas à eleição de outubro.”

E agora, o que os responsáveis por esse medíocre “veículo de desinformação” vão dizer aos seus leitores? Vejam vocês, que o site Imagem Goiás, mostrava toda sua confiança na coligação entre o PT e o partido do prefeito afirmando logo na chamada da matéria: “Tá definido!”, confiando apenas no depoimento do senhor Nildo Gouveia, que foi apresentado pelo site como presidente do PT, quando na realidade, esse senhor é apenas vice presidente do partido. Por aí, vocês podem constatar o nível desse “jornalismo chapa branca” de vigésima categoria.

No meu artigo anterior, “O PT e as Coligações Desastrosas”, eu comentava que havia um indivíduo que se diz petista e que posara junto com prefeito de Jataí, hipotecando o apoio do PT nas próximas eleições. Na oportunidade, eu alertava que, certamente, ele não conhecia o histórico Partido dos Trabalhadores, que sempre priorizou o debate nas suas bases para se tomar uma decisão importante. Frizei também que era necessário que o prefeito soubesse que, nós, petitas históricos, não seríamos seus “badecos” nas próximas eleições. Afirmei, categoricamente, que temos um nome a zelar e não iríamos atrelar a nossa sigla petista com uma administração que envergonha a maioria da população jataiense.

Portanto, diante da reprovação da tese de coligação com o atual prefeito, nós que defendemos a ética na política, fizemos sim, uma grande festa, porque livramos o PT de um constrangimento total diante da comunidade jataiense e de uma mácula em nosso histórico político que jamais seria apagado, caso, tivéssemos que apoiar a atual “falta de administração” nas próximas eleições.

Viva a ética na política! Viva os companheiros petistas que garantiram a nossa integridade moral!
Então, pergunto mais uma vez: “E Agora, Josés”???

Marquinho Carvalho

Publicada também no site: http://www.bocalivre.org/

2 comentários:

edilvan disse...

Já dizia um pensador : " se quers conhecer alguém ,dê-lhe poder ". Jataí ofertou poderes para um determinado cidadão e este não correspondeua aos anseios e expectativas.Analisando o passado do referido cidadão ,pode-se chegar a conclusão que não existiam motivos lógicos e reais para caracterizar sua eleição. Paciência... Então ,parabéns ao PT que decidiu não se curvar diante da incapacidade administartiva municipal. No entanto , torna-se necessário uma observação : incapacidade adminstrativa ainda é tolerável ,pois, possui prazo de validade , porém , desinteresse ético diante da adminstração é algo diferente e pior.

Michel disse...

Eu quero ir na festa!